sexta-feira, 29 de maio de 2015

Azul Turquesa - Faca disponível! VENDIDA!

Olá Caros Amigos.

Há alguns dias fui contatado por um novo cliente que me solicitou a confecção de uma faca sob encomenda.

Tratava-se de uma faca de cozinha japonesa cujo modelo é denominado Gyuto, que lembrava bastante uma Santoku, porém mais curta e com uma ponta diferente, angulada.

Gostei muito do modelo e vou reproduzi-lo conforme o design tradicional japonês para meu cliente.

Mas eu tinha uma chef forjada esperando a conclusão e optei por fazê-la semelhante à da foto que havia recebido.

O resultado está aí!

8 polegadas de lâmina, em aço damasco padrão Rain Drop.

Cabo em Maple Burl tingido e estabilizado. As fotos foram feitas sob muita luz, o que não demonstra o colorido real do cabo que é de um forte azul turquesa, com olhinhos de cor caramelo.

A geometria do fio está muito agressiva e cortante.

Uma belíssima peça para agradar aos mais exigentes!

Interessados entrem em contato via:
Vivo Celular: (17) 99727-0246
Claro Celular: (17) 99193-6996











Interessados entrem em contato via:
Vivo Celular: (17) 99727-0246
Claro Celular: (17) 99193-6996

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Estrela da Manhã

Um modelo que sempre fez sucesso e acredito eu, sempre fará, entre os amantes de facas é o Mediterrâneo, ou Gaúcho.

Sem qualquer sombra de dúvidas, essa notoriedade se dá não somente pela beleza do projeto em si, mas também pela extrema versatilidade que essas facas proporcionam ao usuário.

A construção integral é, inquestionavelmente de uma resistência mecânica muito diferenciada.

Esta estrutura proporciona a confecção da tradicional "bombinha gaúcha", a parte entre a lâmina e o cabo que mais se parece com um pequeno pneu e é esculpida totalmente à mão, com a ajuda de uma pequena lima agulha.

Abaixo seguem algumas fotos sequenciais da produção, desde a primeira usinagem e a escolha do cabo, passando pela escultura da bombinha, até a peça pronta.

Esta bela faca foi feita para um gentilíssimo e simpático antigo cliente, que após alguns anos voltou a compartilhar seus projetos de facas comigo. Muito obrigado por isso!

Espero que apreciem.

Que Deus abençoe à todos!

Ainda na primeira usinagem, com a bombinha quadrada.

Bombinha ovalada e marca impressa.

Iniciando o procedimento de escultura.
PS: dedo indicador arrebentado... ossos do ofício!

Bombinha esculpida.

Estrela da Manhã

Belo chifre de cervo sambar.

Linhas harmônicas e funcionais.

Visão superior.

O sempre lindo damasco Ladder.

Estrela da Manhã

Vivo Celular: (17) 99727-0246
Claro Celular: (17) 99193-6996
Telefone Fixo: (17) 3525-2595

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Manifesto de um Indignado Cidadão de Bem!

Caros Amantes da Cutelaria, segue abaixo um texto brilhante, de autoria de Orlando Soares, que promove uma reflexão sobre a situação geral da segurança do cidadão brasileiro. Convido-os a lerem, refletirem e postarem seus comentários à respeito do tema. Boa leitura!

Meus caros amigos,


Resolvi escrever a vocês pelo óbvio interesse que têm no assunto, por serem afetados diretamente por quaisquer mudanças nos entendimentos legais que o futuro possa trazer e pelo acesso que têm a tantos outros que, como nós, têm interesse em facas.

Cresci no meio das armas. De fogo, principalmente. Meu pai (que, arrimo de família, começou a trabalhar antes dos 14) já as portava desde sua adolescência, não "por boniteza", mas por necessidade porque já naquela época os arredores da Central do Brasil, onde trabalhou numa charutaria, era lugar perigoso. Quando nasci já devia haver pelo menos meia dúzia de armas em casa e aos dez já atirava com certa frequência. A partir dos quinze já tinha sob minha guarda, em casa, uma Winchester 44-40 e um Ruger Security Six, "Made in the 200th year of the American Liberty" (conforme estampado no cano de 6"). No dia em que completei vinte e um anos, minha primeira providência foi a de comprar um revólver que portava sempre, antes da lei de 97 que tipificou como crime e não mais contravenção o porte ilegal de armas. Em duas situações não fui assaltado pela mera exposição da arma que portava; (numa eram quatro moradores de rua armados com paus e noutra dois assaltantes numa moto que ao verem o saque da arma, fugiram do confronto) Já tive sob mira a cabeça de um assaltante, que nem sequer me percebeu, durante um roubo de carro e decidi não atirar porque achei que a vítima do assalto, também sob mira, poderia se ferir. Tive porte estadual e federal enquanto foi possível, até que resolveram que gente de bem não deve andar armada. Tenho armas registradas com a Polícia Federal e sou colecionador registrado no Exército há 26 anos. Enfrento, pacientemente, a burocracia baseada na lei draconiana e burra cujo único objetivo parece ser nos ganhar no cansaço. Bem, alguém pode imaginar o que isso tem a ver com facas, cuteleiros e quem gosta de facas. Para esses explico: Os mesmos imbecis que acham que as armas são culpadas pelos homicídios não demorarão a concluir que agora as facas são culpadas pelas mortes e ataques recém ocorridos e logo começará um movimento de boçais instalados no legislativo, na mídia e principalmente nos governos incompetentes com o intuito de criminalizar o porte de facas e regulamentar sua posse, uso, fabricação, tipologia e tudo mais que for possível pelo simples fato que é muito mais simples criar uma nova lei proibindo alguma coisa do que agir para que as coisas funcionem como devem. E para os bananas e frouxos da sociedade moderna, essa gente que tem medo de tudo e não é capaz de ajudar o próximo em apuros ou em risco, é muito confortável ser impedido por lei de tomar em suas mão a responsabilidade de defender-se e aos seus. Só assim, sua covardia encontra justificativa e consolo, e o mantra do "não reaja em caso de assalto" faz sentido e eles podem continuar com suas caras enfiadas num "smartphone" (que, aliás, estão cada vez mais inteligentes que seus donos), alheios ao mundo real povoado com gente que sangra e morre.

Para mim, enquanto a lei permitir, prefiro portar, todos os dias da minha vida, uma faca bem afiada e pontuda e estar pronto para degolar qualquer ser desprezível que tentar roubar de mim ou dos meus, a dignidade, a saúde ou vida. E caso ouçam alguém dizendo que deveria haver leis restringindo o porte de facas, minha sugestão é que mandem o bípede calar a boca e cuidar do seu perfil no Face.

Estejam à vontade para reproduzir o que disse.

Um forte abraço,

Orlando

PS: Vale lembrar: "AMAT VICTORIA CURAM"

Vivo Celular: (17) 99727-0246
Claro Celular: (17) 99193-6996
Telefone Fixo: (17) 3525-2595

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Demolidora

Inspirado no projeto do Facão Brutus, um de meus projetos que teve excelente repercussão, decidi promover uma mudança importante, colocando um cabo pistol grip, que é muito adequado para facas de campo, por sua ergonomia, conforto e segurança.

O resultado está aí, e foi batizado de Demolidora, pois é exatamente isso que esta faca potente e robusta é.

O cabo foi feito de Mango Havaiano estabilizado, uma madeira muito dura, bonita e pesada que caiu perfeitamente bem ao conceito. A fixação foi feita com dois pinos mosaicos.

Na extremidade final do cabo, foi instalado um providencial passador de fiel, muito adequado para facas pesadas.

A lâmina foi feita em design Arkansas, do qual sou grande admirador, pelo alto poder de corte, conferido pela curvatura acentuada do fio, e pela capacidade de perfuração, devido a ponta agressiva.

O padrão escolhido para o damasco foi o sempre belo Ladder, que combina em absoluto com sentido do rajado do cabo.

Espero que gostem. Abração e um excelente final de semana!






Vivo Celular: (17) 99727-0246
Claro Celular: (17) 99193-6996
Telefone Fixo: (17) 3525-2595